Falece Sylvio Kelly dos Santos, associado número 1 da ABMN

5 novembro 2016
Comentários 0
Categoria Comunicados
5 novembro 2016, Comentários 0

A Diretoria da ABRAMN estende seus votos de pêsames aos familiares e amigos desta grande personalidade da natação master brasileira.

Reproduzido da ABMN

Infelizmente, o dia de hoje, 5 de novembro, perde o nosso associado número 1, Sylvio Kelly dos Santos. A Diretoria da ABMN presta seus pêsames aos familiares e amigos desta personalidade da natação master que ajudou a fundar a ABMN.

À frente da FARJ, Rogério Carneiro – além de dar o pontapé inicial para a criação daquelas que um pouco depois viriam a se organizarem e a receberem o nome de associações masters – ajudou a fazer do nado sincronizado um esporte olímpico. Junto com Sílvio Kelly, que foi um dos mentores intelectuais da criação, em 1984, da ABMN, dando impulso nacional ao movimento, a priori restrito ao Rio. De tal modo que, ao final do seu mandato, em 82, a natação de masters já era uma realidade.

Kelly morreu na noite desta sexta-feira, dia 4, aos 81 anos, e foi ex-presidente do Fluminense. Ele comandou o clube entre 1981 e 1984 e foi responsável pela aquisição do terreno de Xerém, onde atualmente treinam as categorias de base do time tricolor. A causa da morte não foi informada.

Sylvio participou de duas edições dos Jogos Olímpicos como nadador (1952 e 1956), e representou o Brasil no Pólo Aquático nos Jogos Pan-Americanos de 1959.

Nas Olimpíadas de Helsinque 1952, ele nadou os 1500m livre e os 4x200m livre.

Nas Olimpíadas de Melbourne 1956, ele nadou os 400m livre.

Nos Jogos Pan-Americanos de 1959, em Chicago, ele ganhou a medalha de bronze no polo aquático.

Ele quebrou o recorde Brasileiro dos 1500m livre nos Jogos Olímpicos de 1952, em Helsinque.

Deixe uma resposta